Inicio / Destaque / Ministério Público encerra atividades do CAOP Itinerante em 2017 no município de Vilhena

Ministério Público encerra atividades do CAOP Itinerante em 2017 no município de Vilhena

Jornalistas do município participaram de uma reunião com a Promotora de Justiça da Curadoria da Infância e da Adolescência em Vilhena, Yara Travalon Viscardi

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio do Centro Operacional de Apoio Operacional da Infância (CAOP-Infância), encerra nesta quarta-feira, 6 de dezembro, as atividades do CAOP-Itinerante em 2017, no município de Vilhena.  O projeto CAOP-Itinerante consiste num ciclo de palestras e aplicação prática de temas relacionados à infância e adolescência, com enfoque na prevenção e orientação para construção da Rede de Garantias de Direitos de Crianças e Adolescentes.

Em 2017, o projeto CAOP Itinerante percorreu sete municípios em cinco Comarcas: Ariquemes, Buritis, Guajará-Mirim, Nova Mamoré, Cacoal e Ministro Andreazza. Em Vilhena, as atividades tiveram início na terça-feira, 5 de dezembro, capacitando 124 profissionais, tendo como público alvo gestores da área de assistência social e técnicos (CRAS e CREAS); gestores da educação (professores, psicólogos e profissionais lotados no Programa de Saúde Escolar); gestores da saúde (médicos, enfermeiros, agentes comunitários de saúde e diretores); conselheiros tutelares; conselheiros municipais de saúde, assistência social e de direitos da criança e do adolescente); e agentes de segurança pública (delegados de polícia civil e polícia militar), Técnicos da Semagric, Idaron, Emater, Seagri, Imprensa local ( jornalistas).

Durante o evento, a Promotora de Justiça da Curadoria da Infância e da Adolescência em Vilhena, Yara Travalon Viscardi, apresentou o Programa Protege, que consiste no trabalho digital da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente.

Durante o ciclo de palestras, o diretor do CAOP-Infância, Promotor de Justiça Marcos Valério Tessila, abordou o tema  “Atuação em Rede – Fluxo de Atendimento às Vítimas: Previsto, realizado e esperado.  Escola, polícias civil e militar, Instituto Médico Legal (IML), unidades de saúde e equipamentos de assistência social como meio de meio ambiente e proteção”.

Ele também discorreu sobre a “Proteção de crianças  e adolescentes residentes no campo via articulação dos atores do Sistema de Garantia de Direitos”. Outro assunto abordado pelo Diretor do CAOP-Infância foi a “Imprensa protetora de crianças e adolescentes”.

Também integram a equipe do CAOP-Intinerante, a cientista social do CAOP-Infância, Edna Fernandes, que abordou os temas “Violência contra crianças e adolescente” e a “Convivência Familiar e Comunitária”. A representante da Rede Municipal de Defesa da Criança do município de Porto Velho, Itaci Ferreira, abordou o tema “Notificação de violência contra crianças e adolescentes como instrumento garantidor de proteção.

Fonte: Rota Policial News / MPRO

Comente com facebook

comentarios

Sobre ANTONIO

Além disso, Veja

Mulher desfere facada no tórax de marido durante briga de casal em Vilhena

Homem conseguiu carona até o pronto socorro do Hospital Regional e disse não querer representar …