Inicio / Destaque / Força Tática evita homicídios, prende membros do PCC e apreendem drogas e armas

Força Tática evita homicídios, prende membros do PCC e apreendem drogas e armas

Membros do PCC planejavam executar integrantes do Comando Vermelho. Facções criminosas disputam territórios em Vilhena

A operação realizada pela Força Tática e Núcleo de Inteligência da Polícia Militar foi realizada no último sábado, 02 de Dezembro, em uma residência localizada na avenida 1.501 do bairro Cristo Rei, em Vilhena.

O Núcleo e Inteligência recebeu informações de que membros da facção criminosa denominada Primeiro Comando da Capital (PCC) estariam reunidos no local para planejarem os assassinatos de membros da facção criminosa rival à deles, denominada Comando Vermelho (CV), por uma disputa de territórios ligados ao tráfico de drogas na cidade. Dentre os suspeitos, estaria um adolescente de 16 anos.

Os militares passaram a monitorar o adolescente, sem que o mesmo percebesse e presenciaram o infrator indo até uma residência na avenida Paraná, onde reside a infratora Helen da Silva Maciel, de 25 anos, e certo tempo depois, saiu do local com uma bicicleta, portando um objeto em sua cintura.

Enquanto uma radiopatrulha ficou realizando campana na casa de Helen, a outra viatura continuou a seguir o adolescente, o qual, dirigiu-se até a casa dos demais suspeitos na avenida 1.501, onde os policiais abordaram Neilson Senna de Souza, 23 anos, que estava acompanhado de uma adolescente de 15 anos, com os quais fora localizada uma pequena quantia de drogas, totalizando 3 gramas de maconha. Eles que alegaram terem adquirido as drogas do traficante Melgipson Vieira Barbalho, o qual estava dentro do imóvel.

Os policiais realizaram abordagem na casa, onde prenderam o também o acusado Wanderley Fernando Fucthel Segato, 25 anos, sendo que, durante revistas ao imóvel, foram apreendidas 474 gramas de maconha, uma balança de precisão, um revólver de calibre 38 e outro revólver de calibre 32, cinco munições que estavam em uma das armas, e outras nove munições que estavam dentro de uma cartela fechada, todas novas. Uma das armas estava escondida no berço de uma criança.

Neste momento, os policiais militares da Força Tática pediram para que os militares que realizavam campana na casa de Helen, procedessem em uma abordagem minuciosa, sendo que naquela casa, os policiais prenderam a acusada e o acusado Weslessandro Pereira Santas, de 19 anos, tendo sido localizado um revólver de calibre 38, contendo cinco munições intactas no tambor da arma de fogo.

Helen é suspeita de ter participado de um roubo ocorrido no dia 24 de Novembro, e está relatou que no dia 23 de Novembro, Weslessando teria burlado o sinal da tornozeleira eletrônica, usando um papel alumínio e saído de casa, retornando apenas na segunda-feira, 27 de Novembro.

Melgipson, por sua vez, assumiu ser o proprietário das armas de fogo e das drogas localizadas na residência da avenida 1.501. Ele que estava sendo acompanhado por sua advogada.

Diante dos fatos, os envolvidos foram presos e apresentados na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), onde o delegado de Polícia Civil iria ouvi-los e tomar as medidas cabíveis ao caso, sendo que os infratores serão indiciados por porte ilegal de armas, corrupção de menores, tráfico de drogas e associação criminosa.

 

 

Redação – Carlos Mont Serrate

Rota Policial News

Comente com facebook

comentarios

Sobre ANTONIO

Além disso, Veja

Mulher desfere facada no tórax de marido durante briga de casal em Vilhena

Homem conseguiu carona até o pronto socorro do Hospital Regional e disse não querer representar …