Inicio / Destaque / Força Tática aborda camionete que deu carona a traficantes e apreende arma de fogo

Força Tática aborda camionete que deu carona a traficantes e apreende arma de fogo

Apesar de uma arma ter sido apreendida, motorista não tem ligação com os criminosos e afirmou que os traficantes prestaram serviços em sua fazenda

O caso foi registrado na tarde desta quinta-feira, 08 de Fevereiro, na avenida Paraná esquina com a avenida Tancredo Neves, no bairro Parque São Paulo, em Vilhena.

Militares da Força Tática intensificaram os patrulhamentos pela cidade após terem tido conhecimento de que radiopatrulhas haviam apreendido mais de 19 quilos de drogas na rua 37 do bairro Jardim Eldorado e que uma camionete Mitsubishi, modelo L-200 de cor prata teria deixado os traficantes na referida residência momentos antes da prisão.

Conforme apurado, desde o momento da prisão dos acusados de tráfico de drogas identificados como  Dejeon Ramos da Silva, de 29 anos, Raquel da Silva Boeira, de 23 anos e um terceiro suspeito, policiais teria informado que os dois rapazes teriam desembarcado de uma camionete e que a mesma poderia conter drogas ou armas de fogo e sendo assim, as rondas deveriam ser intensificadas.

Quando os militares da Força Tática assumiram o plantão, por volta das 16 horas, passaram a patrulhar as ruas e avenidas da cidade, momento em que ao passarem pela avenida Paraná avistaram a referida camionete e procederam em abordagem, identificando o motorista como sendo Flávio P, de 50 anos, informando ao mesmo o porquê da abordagem.

Flávio revelou aos militares que apenas havia dado carona para Dejeon e o terceiro acusado, uma vez que os mesmos teriam prestado serviços de diárias em suas terras, numa fazenda da cidade. Ele também informou possuir uma arma de fogo em sua residência e convidou os militares a deslocarem-se ao seu imóvel.

Na casa do motorista, a polícia encontrou um revólver de calibre 32, da marca INA e constataram que a arma de fogo estava registrada no nome do mesmo, porém, o registro da mesma havia expirado em 01 de dezembro de 2.012, portanto, com a documentação irregular, configurando-se o crime de posse irregular de arma de fogo de uso permitido. Além disto, há incompatibilidade na arma e no registro devido o revólver ser de inox e o registro constar arma oxidada.

Ficou descaracterizada a participação do motorista nas praticas criminosas de Dejeon e da esposa Raquel.

Uma ocorrência foi lavrada na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) para que os fatos fossem esclarecidos ao delegado de plantão.

Relembre o caso: Radiopatrulha do setor 08 e Força Tática apreendem mais de 19 quilos de drogas, apreende pistola e prende traficantes

 

Redação – Carlos Mont Serrate

Rota Policial News

Comente com facebook

comentarios

Sobre ANTONIO

Além disso, Veja

Tragédia: duas crianças morrem esmagadas por caminhão após acidente

Crianças estariam retornando para casa e estavam próximo do acostamento quando o caminhão provocou o …